Instituto Camões CENTRO DE LÍNGUA PORTUGUESA / INSTITUTO CAMÕES

na Universidade de Hamburgo

Universität Hamburg

Centro de Língua Portuguesa em Hamburgo : Núcleos Temáticos : Cinema Português : Realizadores : Teresa Villaverde

Teresa Villaverde (1966)

A sua actividade cinematográfica não se tem limitado à realização: participou como actriz, cenógrafa, argumentista, assistente de realização e de montagem em diversas produções.

Estreia-se como realizadora com a longa-metragem A Idade Maior (1990), uma reconstituição do Portugal do início da década de 70, marcado pela Guerra Colonial, um tema menos vezes tratado no cinema português do que seria de esperar e que surge aqui retratado por uma cineasta da mais nova geração, premiada com alguns prémios de revelação por este filme.

Três Irmãos (1994), protagonizado tal como A Idade Maior por Maria de Medeiros (várias vezes premiada pelo desempenho nesta segunda obra de Teresa Villaverde), tem como cenário uma Lisboa onde a comunicação entre as pessoas se torna cada vez mais difícil.

Após a curta-metragem O Amor não me Engana (1996), assina o que será a sua obra mais elogiada, Os Mutantes (1998), em que não existe um enredo, uma narrativa no sentido mais tradicional. É um filme sobre jovens habitantes de bairros ditos "marginais", gente incapaz de se integrar nos modelos sociais vigentes.

Água e Sal (2001) é um filme algo autobiográfico, esteticamente dominado pelo mar e sua força, em contraste com os sentimentos das personagens.

Autoria: Alcides Murtinheira

Actualizado em 06.02.2010 fvs